Todos nós temos um pouco de alforreca empalhada, apenas precisamos de a libertar!

§Empalhamentos Recentes

§ Mudanças

§ Um ano novo a estrear!

§ Ganga Preta!

§ Idade!

§ A tangerina do comboio!

§ Hoje estou triste!

§ Ouch!

§ Gimme!

§ !

§ Delírio na loja da tmn!

§Empalhamentos Antigos

§ Abril 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

Sábado, 29 de Setembro de 2007

Muito apertadinho estive eu!

É verdade, na quinta feira à noite estava apertadinho mas apertadinho, e antes que as mentes pecaminosas começem a carburar, digo-vos que nunca pensei que a Mega Festa do Caloiro no Parque das Nações tivesse alguma vez tanta gente!

Foi apertão para um lado, apertão para o outro, mas no fim lá me consegui espremer até a barraquinha da minha faculdade! E o que faz uma pessoa quando chega lá? Olha para o relógio e vê que já são horas de ir embora!

 

Mas claro que existe sempre tempo para beber uns shots e fazer uns brindes!

 

A nós e que se lixe quem não gosta de nós!

 

Sinto-me: Alforrecamente Iluminado
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 12:43
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (2) | Favoritiza a Alforreca
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Velhinha Fofoqueira

Para que ninguém diga que eu não tenho sentido de humor deixo aqui uma piada que me enviaram via e-mail, a forma de comunicação mais usada depois dos sinais de fumo e da telepatia! 

 

São dois pescadores gémeos. Um é casado e o outro solteiro. E o solteiro tinha uma barca bem velhinha.Um dia, a mulher do primeiro morre. E como desgraça nunca vem só, a barca do irmão afunda no mesmo dia. Uma senhora, uma destas velhotas curiosas e fofoqueiras, que soube da morte da mulher, resolve dar os pêsames ao viúvo.  
Mas confunde os irmãos, e acaba falando com o outro, o que perdeu a barca. 
- Eu só soube agora... Que perda enorme. Deve ser terrível para você.  
E o pescador, sem entender direito, foi logo respondendo:  
- Pois é. Eu estou arrasado. Mas é preciso ser forte e enfrentar a realidade.  De qualquer modo, ela já estava bem velha. Tinha o traseiro todo arrebentado, fedia a peixe e metia água como nunca vi. É verdade que ela tinha uma grande racha na frente e um buraco atrás, e que, cada vez que eu a usava, o buraco ficava maior...  
Mas eu acho que o que ela não aguentou foi que eu a emprestava a quatro amigos que se divertiam com ela.Eu sempre lhes disse para eles irem com calma, mas, desta vez, foram os quatro juntos e foi demais para ela...  
A velhinha fofoqueira desmaiou!!
Sinto-me: Exaustivamente cansado
Música: Silvia Night - Snowflake
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 22:07
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (2) | Favoritiza a Alforreca
Domingo, 23 de Setembro de 2007

Todos aos pulinhos!

Sim, todos aos pulinhos! É esse o cenário que se vê no Avante quando começa a Carvalhesa a tocar! Toda a gente, mas toda mesmo, quando ouve os primeiros acordes da música, começa literalmente a correr feita maluca para o palco principal, e aí desata aos saltos e às piruetas e sei mais lá eu o quê! A primeira vez que vi tal cenário fiquei parcialmente estupefacto, visto que neste mundo já nada me espanta totalmente, mas no fim já estava eu também aos saltinhos e pulinhos!

 

Ir ao Avante pela primeira vez foi uma experiência bastante boa! Fui no sábado e no domingo e não me arrependi nada de ter ido!

As conversas à beira do lago, com uma garrafa de sangria ao lado, onde se efectuaram experiências de levitação, a companhia que tinha sempre uma palavra estapafúrdia para dizer, o bolinho do caco que estava tão bom, o franguinho que nos fez chupar os dedos, os Flocos de Neve que eu teimava chamar Branca de Neve, a música [Cristina Branco, Jacinta, os excepcionais Blasted Mechanism] que nos inundou os tímpanos, os encontros de terceiro grau com pessoas que não viamos à imenso...tudo isso contribuiu para uma experiência a recordar e a repetir!

 

No entanto, só achei um bocadinho estranho, a existência de barraquinhas da Pizza Hut e do KFC na festa do Avante! Então o comunismo não é contra o capitalismo?

Sinto-me: Com a barriga a dar horas
Música: Carvalhesa
tags:
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 10:35
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (4) | Favoritiza a Alforreca
Sábado, 22 de Setembro de 2007

Chá Vermelho

Beber chá vermelho no Átrio Chaby, o spot mais in de Mem Martins, é bom mas no fim ficamos com uma vontade de ir à casa-de-banho que nem vos digo nem vos conto!

Mas melhor é termos uma daquelas companhias que já nos acompanham à uma data de anos e podermos desabafar tudo o que nos vai na alma, e ouvirmos tudo o que vai na alma da outra pessoa, e no fim só não nos agarrarmos a chorar compulsivamente porque estamos num café chique e temos de manter a postura!

Tudo isto acompanhado por muito chá vermelho!

Sinto-me: Bem
Música: Jennifer Lopez - Do it Well
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 23:38
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (2) | Favoritiza a Alforreca

Tudo o que pode acontecer na terrinha - Parte IV

É verdade, não chorem, mas a saga merecedora de um Óscar chega aqui ao fim! Esta é a quarta e última parte do tudo o que pode acontecer na terrinha!

Sim, acaba aqui.....oh melodrama!

 

 

1) Imaginem um amigo vosso! Um qualquer! Já está? Agora façam uma pesquisa na árvore genealógica desse vosso amigo! Surpresa surpresa! Então não é que ele é da vossa família ou familiar de um vizinho de um familiar vosso? Parece impossível!? Pois eu também pensava antes de descobrir que uma data de gente minha amiga era afinal família! Sem comentários!

 

 

2) Quando vocês vão tomar uma águazinha no café do centro urbano mais próximo da vossa terrinha, tenham cuidado, porque por mais estreito que possa ser o bocal do vosso copo irá sempre cair dentro dele uma folhinha da única árvore existente num raio de 3 milhas!

E como alguém diz, é nesse momento que a vossa águazinha vira a chá!

 

Porém, a justiça divina não falha, e quando a vossa querida amiga [que por acaso é familiar de um vizinho de alguém da vossa familia] se ri feita maluca pelo sucedido, é que então, oh cruel destino, que lhe cai um gafanhoto mesmo dentro do decote!

O que se sucede depois é de cariz pornográfico, mas alguém teve de enfiar a mão dentro do decote para tirar o gafanhoto! Não sei quem ficou mais traumatizado, eu, a cátia ou o gafanhoto!

 

3) Finalizando, o centro urbano que fica mais perto da vossa terrinha, lá por ser centro urbano não quer dizer que seja grande coisa [devem ser as influências nefastas das terrinhas das proximidades] e por isso divertimentos, chapéu!

Mas pelo menos, existem sempre coisas que se podem fazer se tivermos dinheiro! Que tal arrendar-se o cinema? Não acham uma boa ideia?

 

 

E aqui acabam as minhas aventuras na terrinha! Que para o ano haja mais! [Fim da Season I ]

Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 14:09
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (2) | Favoritiza a Alforreca

Tudo o que pode acontecer na terrinha - Parte III

A continuação da saga mais aclamada pelos críticos e pelos principais fabricantes de máquinas de lavar roupa!

 

1) Na terrinha tem de haver sempre, mas sempre, um animal destrambolhado que parece que andou a snifar coca ou a injectar algo que não deveria ser suposto poder injectar-se! Na minha terrinha é este canídeo que preenche os requisitos atrás referidos!

 

2) Nunca vão na conversa da vossa querida mãezinha em irem dar um passeio a pé até à barragem lá da zona! Primeiro porque certamente vão ter de andar até esfolarem os pés! Segundo porque de certeza vão esfolar o resto do corpo! E isto porque? Obviamente que passeio que é passeio não se faz pela estrada, mas sim pelos caminhos entre os eucaliptos e os pinheiros, caminhos esses que estranhamente acabam sem mais nem menos, dando origem a um amontoado de silvas e afins! Obviamente que inicialmente uma pessoa até acha giro aquele contacto abrupto com a Natureza e aproveita para tirar umas fotos!

 

Mas algumas silvas depois e uma data de pedregulhos enfiados no sapato, uma pessoa começa "ligeiramente" a entrar em pânico porque apercebe-se que realmente está no meio do mato e não há caminho nenhum e voltar para trás é impossível! É nessas alturas que uma pessoa usa toda a sua calma e literalmente manda-se por cima dos arbustos na tentativa desesperada de chegar a uma estrada qualquer que possa por lá passar! Depois de muito andar às voltas lá se consegue chegar à estrada [Graças a Deus e aos Santos] que convenhamos, não é assim grande estrada! [Vejam eu a comemorar o facto de ter conseguido escapar da armadilha verde!]

 

Por fim uma pessoa lá consegue chegar à barragem! Aleluia!

Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 12:24
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (2) | Favoritiza a Alforreca
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Argh!

As minhas aulas começam amanhã, mas não sei como, já tenho trabalho até às orelhas!

E eu com tanta coisa aqui para escrever no blog e sem nenhuma vontade de o fazer...malditas pontas dos dedos preguiçosas!

Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 21:46
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (4) | Favoritiza a Alforreca
Sexta-feira, 14 de Setembro de 2007

Zero!

Será que as pessoas se questionam porque raio é que de vez em quando eu passo temporadas infinitas sem por cá os calcanhares?

Bem, mesmo que não haja indagação por parte delas, eu explicarei o que ocorreu para ter passado tanto tempo sem cá vir!

 

Ora bem, como eu sou uma criança muito calona, confesso, só agora é que me resolvi ir tirar a carta de condução, por isso ontem foi dia do tão terrifico exame de código, ou seja os últimos dias foram passados a fingir que estudava, para que a manhã de dia 13 fosse simplesmente a manhã com maior grau de pânico e stress dos últimos tempos!

 

Antes do exame eu tremia, depois do exame estava a ver que não me aguentava nas pernas tal tinham sido os nervos!
Mas pronto, com um bocadinho de conhecimentos e uma dose gigantesca de sorte, lá passei no exame, com 0 perguntas erradas!

Eu quando vi o papel e li Aprovado, 0 perguntas erradas pensei instantaneamente...PORRA NÃO ACERTEI EM NENHUMA!

 

Mas pronto, depois de o meu cérebro começar a carburar de novo, lá me apercebi que tinha passado! Ou seja, estou apenas a um pequeno passo de ser mais um perigo na estrada.....velhinhas, fujam dos passeios! =D

Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 10:39
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (9) | Favoritiza a Alforreca
Sábado, 8 de Setembro de 2007

Tudo o que pode acontecer na terrinha - Parte II

Aqui continua a saga detentora de vários prémios atribuidos por mim mesmo acerca de tudo o que pode acontecer na terrinha dos paizinhos queridos!

 

1) É verdade que só existem 4 canais e dois deles tem chuva, mas outras coisas compensam esse facto! Por exemplo termos a possibilidade de ouvir no rádio uma estação que só passa música portuguesa! E assim descobrimos porque existe tão pouca musica lusa nas rádios...meia hora depois de ouvir Catarina e as Febras, Rodrigo José e André Gustavo - Dupla Romântica ou a banda Mostarda e Maionese qualquer pessoa fica com vontade de se atirar da ponte, se tiver a sorte de ter uma ponte à sua beira!

 

2) Existe sempre um local da terrinha onde os gatos, aqueles felinos adoráveis, são donos e senhores! E esse local por acaso é a quinta de um tio meu, onde a cada passo que se dá aparece um gato novo!

 

 

3) Se alguém disser que está na altura de ir apanhar pêras, não pensem sequer por um instante que vai ser uma experiência divertida e salutar! Primeiro que tudo, correm o risco de levarem com uma em cima quando os vossos progenitores tem a bela ideia de usar um pau para as derrubar! Depois, nunca tenham a maldita ideia de ir na cantiga deles e ir abanar o tronco para ver se caiem mais algumas...é que existe a probabilidade, digamos infima e remota [pois claro], de este estar coberto de formigas más e picadoras!

Após isso, se se fartarem das pêras, não pensem que por terem um limoeiro ao lado é boa ideia fazer malabarismos com limões....acaba sempre por algo correr mal!

Por fim, nunca se ofereçam para carregar o saco da fruta até casa para se fazerem de fortes...pode haver a possibilidade do saco ser um bocadinho de nada pesado!

 

 

4) Se sairem com o vosso avô até ao mercado, mentalizem-se que muito provavelmente irão ouvir discussões sobre quanto custa o pézinho de alface para plantar, da forma mais eficaz para comprovar se o mel é de qualidade ou se os pintos serão bons para criação!

 

 

5) Se estiverem quase a ter um ataque de tédio aproveitem e tirem fotografias malucas, pelo menos ninguém vos pode censurar!

 

 

Música: Pedro Khima - A Esfera
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 14:49
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (6) | Favoritiza a Alforreca

Tudo o que pode acontecer na terrinha - Parte I

Vá, confessem que não estavam em pulgas para saber o que me aconteceu lá na terrinha dos meus pais?

Eu como sou um bom moço vou-vos contar tudo detalhadamente, mas irei dividir o relato em várias partes, tal não foi o número de peripécias que aconteceram!

E aqui começa a primeira parte de "Tudo o que pode acontecer na terrinha"!

 

 

1) Nunca por nunca apanhem algo que esteja à beira da estrada, nem que esteja protegida por milhentas silvas nunca se sabe senão cairam sabe-se lá de onde uns químicos ou algo parecido em cima do nosso petisco! Felizmente não foi o que aconteceu com estas belas amoras, mas olhem uma pessoa ficar com uma dor de barriga de caixão à cova?

 

 

2) Estejam conscientes de que muito provavelmente irão existir histórias hiperbolizadas para dar um maior interesse à terrinha que irão visitar! Neste caso, parece que

existia uma cobra tamanho XXL que com a ajuda divina foi liquidada - onde é que está a defesa dos animais quando uma pessoa precisa dela?

 

 

3) Observem a indumentária do senhor da foto! Se por acaso a vossa mãe tiver um casaco com o mesmo padrão da camisa do senhor, preparem-se para uma dose de corte e costura sobre o estranho gosto para vestir do referido senhor - realmente uma camisa com aquele padrão num homem não me cheira!

 

 

4) Quando vocês chegam a casa do vosso avô não fiquem todos deliciados por ver canteirinhos de verduras como este! Muito provavelmente devido ao facto do vosso avô viver sozinho vocês vão ser obrigados a acabar com o stock de alfaces e couves e tomates que por lá existem! E para isso todas as refeições vão conter alface e tomate em doses industriais, e com alguma sorte pode ser que encontrem uns bagos de arroz pelo meio!

 

 

5) A probabilidade de encontrarmos um insecto numa flor é directamente proporcional à beleza desta! A probabilidade do referido insecto tentar entrar-nos pela narina é proporcional ao nível do ataque de histerimo que teremos se tal acontecer!

 

 

6) Por mais que a situação se apresente negra, manter a calma!

 

E eis aqui a primeira parte das minhas aventuras na terrinha! =P

 

Música: Adelaide Ferreira - Alma Vazia
Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 09:57
Link do post | Empalha uma alforreca | Vê os Empalhamentos (5) | Favoritiza a Alforreca

§Mais sobre a Alforreca

§Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

§tags

§ todas as tags

§Viagens Alforrecais

§Ajuda a Alforreca

§ Torna-te numa

blogs SAPO

§subscrever feeds