Todos nós temos um pouco de alforreca empalhada, apenas precisamos de a libertar!

§Pesquisa na Alforreca

Google

§Alforreca Patrocinada por:

§Empalhamentos Recentes

§ Mudanças

§ Um ano novo a estrear!

§ Ganga Preta!

§ Idade!

§ A tangerina do comboio!

§ Hoje estou triste!

§ Ouch!

§ Gimme!

§ !

§ Delírio na loja da tmn!

§Empalhamentos Antigos

§ Abril 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

Quinta-feira, 1 de Novembro de 2007

Tudo o que não deve acontecer num restaurante japonês!

Pequeno e ilustrativo guia de tudo o que não se deve fazer num restaurante japonês de forma a poder-se lá ir nos próximos dez anos sem se ser expulso sob a ameaça duma vassourada!

 

 

1) Tentar não fazer muita sujidade! Entornar molho de soja por tudo o que é lado, enfiar arroz dentro do molho de soja e pedir mais guardanapos porque os que se tem já estão cheios de molho de soja são indícios que a sujidade está a atingir um auge perigoso!

 

2) Se o restaurante for um daqueles com passadeiras rolantes onde se vê a comida passar diante dos nossos olhos [como foi o caso do restaurante de ontem à noite] ter-se o minimo de controlo e não tirar 27 pratos logo de uma vez de forma a que a mesa fique saturada e não caiba nem uma lata de coca-cola!

 

3) Não desesperar pelo facto da passadeira rolante do lado ter rebentos de soja e a nossa não! Mais tarde ou mais cedo eles vão aparecer; no fim de contas depois já havia rebentos de soja a voar porque tudo o que era lado [estranhas semelhanças com o ponto número 1].

 

4) Tentar que a comida chegue intacta à mesa. Quando se tira um pratinho com dois crepes é suposto que os dois crepes cheguem à mesa e não que um deles fique na passadeira rolante quase que encravando o mecanismo! Mais tarde ou mais cedo ele desaparece do campo de visão por isso até essa altura é fazer um ar de quem não sabe de nada...e rezar-se para que não se ouça uma vozinha num altifalante a perguntar quem é que deixou cair um crepe na passadeira!

 

5) O ponto número 4 também se aplica às tangerinas! Tentar que elas não rebolem do prato e vão encravar a passadeira!

 

6) Não amaldiçoar as pessoas que roubam a fruta antes de lhes podermos deitar a mão! Além de ficar feio as outras pessoas podem-se sentir ameaçadas com os nossos olhares assassinos!

 

7) Quando se pede mousse de manga e se diz que não se quer mais é suposto depois não roubar todas as outras mousses que apareçam na passadeira de forma a que os outros clientes nos amaldiçoem!

 

8) Por fim, quando uma pessoa pede banana frita, não começar a delirar com a banana frita do empregado porque essa não se sabe se é pequena, grossa e mole [e com revestimento!].

 

Enfim, um jantar para recordar!

Lançado às alforrecas por Estagiário Farmacêutico às 10:10
Link do post | Empalha uma alforreca | Favoritiza a Alforreca
|
3 comentários:
De pirili a 4 de Novembro de 2007 às 18:06
lol...por isso é que vou a restaurantes japoneses sem passadeira...aprende cá com a je!
De Estagiário Farmacêutico a 4 de Novembro de 2007 às 21:18
Ora mas a passadeira tem sempre aquele charme de não ser preciso levantares-te para ir buscar o comer caso seja buffet! :P
De Luis Marques a 7 de Março de 2009 às 16:48
A que restaurante é que foi? Eu de passadeira apenas conheço o do freeport, alguém conhece outros?

Comentar post

§Mais sobre a Alforreca

§Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

§tags

§ todas as tags

§Viagens Alforrecais

§Ajuda a Alforreca

§ Torna-te numa

blogs SAPO

§subscrever feeds